Tag: meio ambiente

Nós nos preocupamos com o descarte do óleo de cozinha. E você?

25 de março de 2019

O que você faz com o óleo que você utiliza na sua cozinha? Você joga na pia? Coloca ele em algum recipiente fechado e descarta junto do resto do lixo da sua casa? Ou, quem sabe, você despeja no pátio da sua casa? Todos estes meios de descarte estão errados!

Aqui no Cantinho do Pescador nós nos preocupamos muito com a maneira em que descartamos o óleo de cozinha – e olha que utilizamos muito óleo diariamente!

Só para que você entenda a nossa preocupação, vamos usar os exemplos que “sugerimos” acima para mostrar como o descarte errado pode ser prejudicial ao meio ambiente.

Primeiro que, ao descartar na pia, você precisa ter um sistema de esgoto ligado à sua casa para que ele não acabe em rios, por exemplo. Além disso, a probabilidade de você entupir a sua pia é bem grande, afinal, você deve saber que óleo não se mistura com água e ele fica pegajoso, grudando nos canos.

Colocar junto do lixo comum, ainda que em um pote fechado, não pode nem passar pela sua cabeça. Mesmo que a cidade tenha um descarte correto de lixo, o que será feito com ele em aterros sanitários? Ele pode acabar sendo colocado no solo, que é o outro tipo de descarte que você não pode fazer, nem que seja no seu pátio, porque a decomposição do óleo no solo libera gás metano. Esse gás ao lado do dióxido de carbono (CO2) se torna o principal responsável pelo aquecimento da Terra.

Mas então, o que eu posso fazer?

A primeira alternativa é, claro, procurar locais que recebam esse rejeito. Aqui em Torres há empresas que o recolhem, por exemplo. Aqui bem pertinho, inclusive, em Passo de Torres, o Supermercado Beira Rio recolhe óleo de cozinha usado e, de quebra, você ainda ganha um desconto para comprar mais óleo. Além disso, você pode procurar junto da prefeitura um ponto ideal.

Mas se você quer tornar este óleo algo útil, que tal fazer sabão? É rápido e fácil!

Você vai precisar do óleo, claro; uma peneira fina; recipiente de alumínio para ir ao fogo, que pode ser uma panela velha; alguns aditivos químicos, que são fáceis de encontrar como soda cáustica, essência e corante; e formas retangulares.

Como fazer

Comece passando o óleo pela peneira para retirar o excesso de impurezas. Em seguida, aqueça o óleo no recipiente a uma temperatura de 60°C. Adicione os aditivos químicos e misture até obter uma pasta cremosa. É importante que você faça isto com a proteção de luvas e máscara para o rosto, evitando assim o contato e inalação dos aditivos. Depois, despeje a pasta líquida nas formas retangulares, espere endurecer e corte os pedaços na forma de barras. A essência e o corante servem para que o sabão não fique mal cheiroso e cor.

 

Categories: Chef Tags:,

Consumo consciente: conheça o nosso canudo biodegradável

6 de março de 2019

Você há de concordar com a gente: Torres é a mais bela praia gaúcha. Porém, de nada adianta nós possuirmos belezas naturais incríveis se não cuidarmos da nossa cidade e das nossas praias, certo? Atualmente, o plástico é um dos principais vilões das cidades litorâneas como Torres. E você sabe o por quê?

Na maioria das vezes quando você vai a bares e restaurantes, como aqui no Cantinho, você opta por utilizar canudos, seja para beber uma caipirinha ou mesmo um refrigerante. Claro, não queremos lhe acusar de nada, mas este canudinho, pode ir parar em mares e rios, poluindo o nosso meio ambiente.

Embora o canudinho possa ser reciclado, estima-se que, por ser algo pequeno, assim como as tampas de garrafa, ele acaba se perdendo no descarte e indo para locais inadequados. Com isto, são cerca de 400 anos para que ele suma. Você já pensou que o canudinho de plástico usado hoje só será decomposto sozinho em 2419? E, infelizmente, atualmente eles representam 4% de todo o lixo plástico do mundo.

Solução do Cantinho do Pescador

Porém, como nos preocupamos com o meio ambiente, buscamos uma solução para que você continue tendo o conforto de beber com um canudinho, porém de forma biodegradável.

O canudo biodegradável que usamos, possui o aditivo GO GREEN P-LIFE na sua composição, que diminui seu tempo de degradação no meio ambiente. No final da decomposição o canudo transforma-se em H2O, Biomassa e CO2.

O canudo biodegradável que utilizamos aqui no Cantinho do Pescador é da Strawplast. Segundo dados da própria empresa, ele sofre biodegradação completa em dois anos e seis meses, um período imensamente menor do que o dos canudos plásticos.

No entanto, além de toda essa preocupação que temos, ainda ficamos atentos com o descarte do nosso lixo, afinal, mesmo que o período de decomposição do canudo biodegradável seja menor, ele ainda se torna lixo e prezamos pelo descarte correto. O ideal é cada vez usar menos os canudos de plástico mas, na necessidade do uso, opte sempre por materiais biodegradáveis.

Aqui em Torres nós também apoiamos o projeto Praia Limpa, pois acreditamos que cada um de nós temos o papel de fazer uma pequena parte e te convidamos a fazer isto também.